09 -A reprodução do capital social e as crises económicas

A reprodução do capital social e as crises económicas

O capital social é o conjunto dos capitais individuais que funcionam na economia, na sua interligação e interdependência.

A reprodução do capital social abrange tanto o próprio processo da produção como também o da circulação.

A reprodução do capital social, manifesta-se no processo de utilização do produto social bruto ou PIB.

Este produto engloba os bens materiais produzidos na sociedade em determinado período de tempo.

Pelo seu valor o PNB inclui o valor dos meios de produção consumidos, ou seja, o capital constante, e um novo valor criado.

Na sua forma natural é o conjunto dos meios de produção e dos objectos de consumo.

Desta forma a produção do PNB engloba as duas divisões seguintes:

I – Produção dos meios de produção;

II – Produção de objectos de consumo.

Esta divisão do PNB mantem-se em todas as formações socioeconómicas.

Analisando a reprodução do capital social Marx utiliza as seguintes abstrações:

1ª – A reprodução é examinada nas condições do “ capitalismo puro”, ou seja, não é tomada em conta a pequena produção mercantil;

2ª – Marx introduz a suposição de que todas as mercadorias são vendidas segundo o seu valor;

3ª – Marx abstrai-se do mercado externo;

4ª – Marx supõe que na economia capitalista existem proporções em diferentes sectores da economia nacional.

Cumpridas estas condições o PNB será realizado sem excessos e sem falhas.

A reprodução simples do capital social:

Esta reprodução não é típica do capitalismo mas sempre faz parte da reprodução ampliada.

Antes de ser realizada a acumulação é necessária a compensação do capital investido, por isso, a reprodução simples pode ser considerada como parte e como factor real da acumulação.

As condições da realização do valor produzido nas duas divisões são as seguintes:

1º – I (v+m)=IIc  o novo valor criado na primeira divisão deve ser igual ao capital constante da II divisão.

2º – I (c+v+m)=Ic+IIc o valor total da I divisão deve ser igual ao total do capital constante da II divisão e da I divisão.

3º – II(c+v+m)= I(v+m)+II(v+m), o total dos artigos de consumo deve ser suficiente para o consumo nas duas divisões. Os meios de consumo devem ser iguais ao total do rendimento nacional.

A reprodução ampliada do capital social:

As condições da realização da reprodução ampliada:

1º – O total do capital variável e a mais-valia da I divisão deve ser superior ao capital constante da

II divisão. Porque uma parte da mais-valia da I divisão deve ser utilizada para novos investimentos.

I(v+m)>IIc

2º – I(c+v+m)>Ic+IIc, ou seja, o valor total da I divisão deve ser superior ao total do capital constante da I divisão e da II divisão. Porque à custa do produto da I divisão realiza-se, não só a restituição da capital constante consumido nas duas divisões, mas também  o seu acréscimo utilizado para a ampliação da produção.

3º – I(v+m)+II(v+m)>II(c+v+m), quer dizer, uma parte do novo  criado é utilizado para o consumo dos operários e capitalistas e uma parte da mais-valia é utilizada para ampliação da produção.

A realização do Produto Nacional Bruto.

Na I divisão uma metade da mais-valia é consumida pelos capitalistas e outra metade é utilizada para acumulação.

Com a mesma composição orgânica do capital a distribuição do valor criado na I divisão será ; 4000c+400ca+1000v+100va+500m

Na segunda (II) divisão a distribuição será; 1500c+100ca+750v+50va+600m

A análise da reprodução ampliada permitiu a Marx formular as conclusões seguintes:

1º – A reprodução simples e ampliada no capitalismo são possíveis só com a presença, existência de determinadas proporções entre a I divisão e a II divisão e dentro das mesmas;

2º – Com esta condição cumprida o problema da realização pode ser resolvido totalmente por conta do mercado interno;

3º – Existe ligação interna entre o crescimento da produção e o crescimento do mercado, o crescimento da produção tendo a influência predominante sobre a grandeza do mercado, ou seja, a medida da reprodução ampliada cresce o mercado interno;

4º – No processo da reprodução ampliada a I divisão desempenha o papel decisivo, já que então força os meios de produção para todos os ramos da economia nacional e a acumulação na II divisão é determinada pela acumulação na I divisão. Na base disso, Marx formulou a lei do ritmo de desenvolvimento mais acelerado da produção em relação à produção dos artigos de consumo. È chamada a lei da reprodução ampliada nas condições do progresso técnico cientifico

O Rendimento Nacional:

O rendimento nacional faz parte do PNB e representa um novo valor criado durante um ano.

No capitalismo é igual à soma do capital variável e a mais-valia.

É igual ao valor total criado menos o valor dos meios de produção consumidos.

O rendimento nacional na sua forma natural é uma determinada massa do valor de uso.

Na reprodução simples o RN é materializado nos objectos de consumo pessoal, quer dizer, no produto da II divisão.

Na reprodução ampliada só uma parte do RN é materializada nos artigos de consumo pessoal e outra parte é materializada nos meios de produção utilizados para ampliação do capital.

O RN assim como o PNB é criado na esfera da produção material, a fonte principal do RN, no capitalismo, é o trabalho dos operários assalariados empregados na produção material. Além disso participa na produção material do RN os engenheiros e pessoal técnico o que é resultado do pregresso científico.

Contribuem para a produção do RN os artesãos e os agricultores.

Os factores que aceleram o crescimento do Rendimento Nacional são:

1-    O crescimento do número de pessoas empregadas na produção material;

2-    Aumento da intensidade do trabalho;

3-    Aumento da produtividade do trabalho;

4-    A economia ( poupança) dos elementos do capital constante, utilização da máquina no crescimento.

A distribuição no capitalismo é determinada pela concentração da propriedade dos meios de produção nas mãos dos capitalistas, o que permite distribuir o RN pelos interesses das classes exploradoras.

Os artesãos e camponeses também produzem mas não participam no RN total.

1 – Têm consumo próprio;

2 – Entregam parte ao capital;

3 – Entregam ao agrário.

Na distribuição secundária ou redistribuição realiza-se a repartição dos rendimentos entre a esfera produtiva e a esfera não produtiva e também dentro da esfera não produtiva.

Efectua-se este processo através do orçamento nacional e por meio do pagamento dos serviços na esfera não produtiva.

O instrumento principal da redistribuição  é o sistema de impostos.

Capital social ( ou produto bruto):

– Toda a massa de bens matérias produzidos na sociedade durante determinado período, ex: 1 ano.

– Conjunto de todos os capitais individuais que funcionam na economia em interligação e interdependência.

Na reprodução, uma parte do PST (produto social total), igual ao valor do capital constante consumido, é destinada à compensação dos meios de produção gastos. A parte restante do PST ou PNB (produto nacional bruto) encarna o novo valor criado. Esta parte é a Renda Nacional.

Na sua forma natural o PST é o conjunto dos meios de produção e dos objectos de consumo.

A produção do PNB engloba as duas seguintes divisões:

– I – Produção dos meios de produção;

– II – Produção de objectos de consumo.

Esta divisão do PNB mantem-se em todas as formações socioeconómicas.

Reprodução simples do capital:

Uma secção produz meios de produção e outra produz bens de consumo.

A primeira terá que abastecer-se e abastecer a segunda. Por sua vez a segunda terá que adquirir da primeira os meios de produção e bastecer esta de meios de consumo.

Exemplo:

I – 4000c+1000v+1000m = 600

II –  2000c+500v+500m    = 3000

Para que o processo de produção possa renovar-se, parte do produto da I terá que ser vendido às empresas da I secção, 4000, renovação do capital constante.

[(c)=capital constante;(v) =capital variável; (m)= mais- valia]

A parte restante representa o valor reproduzido do capital variável (1000) e a mais-valia recém produzida (1000) existindo sob forma de meios de produção.

Esta é vendida  às empresas da II secção em troca de meios de consumo, que se destinam ao consumo dos operários e capitalistas da I secção.

O valor de todo o produto produzido na II secção que existe sob a forma de artigos de consumo perfaz ( 3000).Parte destes, no valor de 2000, é trocada pela mais-valia e salários da I secção. A parte restante representada pelo valor reproduzido do capital variável (500) e mais-valia (500) destina-se ao consumo pessoal dos operários e capitalistas desta II secção.

Condições da realização da reprodução simples que entram nas duas secções:

1 – O novo valor criado na I divisão deve ser igual ao capital constante da II divisão;

2 – O valor total da I divisão deve ser igual ao capital constante da II divisão e da I divisão;

3 – O total dos artigos de consumo produzidos deve ser suficiente para consumo nas duas divisões. Os meios de consumo devem ser iguais ao Rendimento Nacional.

Consultar artigo : http://www.avante.pt/pt/2028//122150/

24 respostas a 09 -A reprodução do capital social e as crises económicas

  1. I and my buddies were found to be looking through the nice helpful tips located on your site and then all of a sudden came up with a horrible feeling I never thanked the blog owner for them. Most of the young boys ended up for that reason very interested to read through all of them and have now in truth been taking advantage of them. Appreciation for simply being considerably kind and also for getting some exceptional themes millions of individuals are really desirous to understand about. My very own sincere apologies for not expressing gratitude to sooner.

  2. Thanks there are *a lot* of great websites that have an opinion but I appreciate your reliance upon the facts. When I was in College WAY back in 1987 I took a journalism class and learned the fallacy of writing before one checks their facts. Keep up the good work!

  3. Tofes diz:

    Obrigado!

    Vou tentar ser mais pontual a colocar textos aqui. No entanto aconselho o estudo dos clássicos:

    https://dicasomeublog.wordpress.com/01-como-estudar-a-teoria-marxista-leninista/

  4. indeed, investigation is having to pay off. I discovered considerate service. I value you sharing with us your viewpoint..

  5. Tofes diz:

    Nada de exageros. Limito-me a colocar aqui os meus apontamentos de anos de estudo, de conferências, de leituras, etc.
    Para um estudo básico introdutório do marxismo-leninismo, e para ser enriquecido a cada momento, o estudante deverá começar com o seguinte: “Manifesto Comunista” de Marx e Engels, “Socialismo Utópico e Científico” e “Discurso à Beira do Túmulo de Carlos Marx” de Engels (em “Obras escolhidas” de Marx, vol. IX); “Economia Política” de Leontiev, “Estado e Revolução” e “Imperialismo, Fase Superior do Capitalismo” de Lénin, “18 Brumário de Luis Bonaparte” e “Guerra Civil na França” de Marx, “Fundamentos do Leninismo” de Stalin (os capítulos sobre a teoria e o Partido), “Frente Única Contra o Fascismo” de Dimitrov, e “Marxismo-Leninismo vs. Revisionismo”, de W. Foster e outros.

  6. Appreciating the persistence you put into your blog and in depth information you provide. It’s great to come across a blog every once in a while that isn’t the same unwanted rehashed material. Wonderful read! I’ve saved your site and I’m adding your RSS feeds to my Google account.

  7. Love the posting you supplied.. I realized honorable marketing. Wonderful ideas you possess here..

  8. This web website is genuinely a walk-through for all with the info you wanted about this and didn’t know who to ask. Glimpse here, and you may undoubtedly discover it.

  9. Hi there, just became alert to your blog through Google, and found that it is really informative. I’m going to watch out for brussels. I’ll be grateful if you continue this in future. Lots of people will be benefited from your writing. Cheers!

  10. I just want to tell you that I’m all new to blogging and certainly loved your blog. More than likely I’m planning to bookmark your blog post . You certainly come with fabulous well written articles. Thanks for revealing your web site.

  11. I just want to tell you that I am just newbie to blogs and definitely enjoyed your web-site. More than likely I’m going to bookmark your blog post . You really come with excellent writings. Thanks for sharing with us your web page.

  12. I just want to mention I am just all new to blogging and actually liked your web blog. Probably I’m want to bookmark your website . You actually come with remarkable stories. Appreciate it for sharing with us your website.

  13. i’m glad i have seen this website. and i just want to thank you for taking time to write for us. cheers. lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails

  14. this is a good post. this post gives truly quality information. i’m definitely going to look into it. really very useful tips are provided here. lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails

  15. what a great article that is really informative and innovative informed with new updates. its was really valuable. thank you very much. lista de email lista de email lista de email lista de email lista de email

  16. fantastic blog for read, i hope all reader will enjoy…keep up the share. lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails

  17. this article is really a great help especially to a newbie like me. great one. lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s