14- A revolução técnica – cientifica: as suas consequências sócio económicas.

A revolução técnico-científica deu lugar a grandes mudanças na economia capitalista.

  • Surgiram novos ramos da produção;
  • Mudaram as estruturas da industria e suas bases energéticas e de matérias-primas.

Apareceram imensas possibilidades ante todos os ramos da produção social mercê da utilização da energia nuclear.

Na esfera da produção material cresce a proporção da indústria e diminui a da economia agropecuária.

Avançam com maior rapidez novos ramos progressistas da indústria; a energética, o transporte e telecomunicações.

No período de 1950 a 1970. A produção industrial do mundo capitalista cresceu 2,8 vezes e a indústria energética aumentou, nos mesmos anos, 3,7 vezes.

Acusaram o crescimento mais dinâmico as indústrias electrónica e química e a produção de energia eléctrica.

O progresso técnico conduz à ruína acelerada de pequenos patrões e ao empobrecimento da situação material das massas laboriosas.

Idênticos resultados sentem, no fim de contas, as medidas que aplica o estado para estimular o crescimento de certos ramos da economia.

Através da redistribuição do Rendimento Nacional- privilégios para uns e outros ramos, principalmente para os que produzem material bélico, supõem um relativo agravamento das condições para acumulação noutros ramos, as não subsidiadas pelo estado, via de regra ocupadas na produção para o consumo massivo.

No seu conjunto, a produção material cresce na época da revolução técnica – científica com relativa rapidez. Na esfera não produtiva a taxa de aumento é inferior. Esta esfera compreende:

  • O comércio – a banca – os seguros – o aparelho estatal – os serviços à população – a educação – a saúde.

No entanto o seu crescimento absoluto deve-se a quatro razões:

  1. Ao crescimento dos monopólios e ao desenvolvimento do capitalismo monopolista de estado,
  2. A considerável ampliação do comércio ao pormenor e os serviços à população devido ao crescimento do mercado de artigos de consumo;
  3. O progresso na educação e saúde porque é necessário ao capital para a reprodução ampliada da força de trabalho;
  4. A ampliação das investigações científicas, cujos resultados se aplicam na produção.
  5. A revolução técnica – científica representa uma transformação fundamental de todo o sistema das forças produtivas.
  6. Para os países socialistas, a combinação das conquistas da revolução técnica – científica com as vantagens do sistema socialista da economia e da sociedade é uma das alavancas mais importantes da construção da base técnico – material do comunismo.
  7. A particularidade da revolução técnica – científica consiste em que influência literalmente todos os aspectos da vida da sociedade; na sua economia, e política, na maneira de viver, na ideologia e na cultura.

A revolução técnica – científica e a produção capitalista:

O capitalismo trata de utilizar as conquistas da revolução técnica – científica em seu interesse para reforçar as suas posições na disputa com o socialismo, no sentido de diminuir as contradições internas do sistema capitalista.

No entanto a revolução técnica – científica, que significa uma viragem qualitativa gigantesca no desenvolvimento das forças produtivas, impõe, nas condições do capitalismo, ainda mais insistentemente, a necessidade de mudar as relações de produção.

Quanto mais avança a revolução técnica – científica, mais profundamente afecta as bases económicas e socias da sociedade capitalista, tornando-se mais evidente a necessidade das mudanças sociais que contêm uma ameaça à própria existência do regime capitalista.

Com a revolução técnica – científica cresce a produtividade. Cresce a intensidade do trabalho devido à aplicação da nova técnica, tecnologia, organização do trabalho e ao controlo automatizado do processo de trabalho.

Devido à automatização aumenta especialmente a tensão nervosa e psíquica dos trabalhadores. Crescem as doenças, aumenta o número de acidentes de trabalho.

– A lei do desenvolvimento desigual e a sua acção nas condições do capitalismo actual.

Sob o capitalismo é inevitável a desigualdade de desenvolvimento de empresas e ramos de um país.

No entanto, na época do capitalismo pré – monopolista, a produção estava dispersa entre grande quantidade de empresas, reinava a livre concorrência e não havia o domínio dos monopólios. O capitalismo ainda se podia desenvolver de modo relativamente suave. Os primeiros países que se adiantaram a outros, faziam-no no decurso de longo período de tempo.

No globo terrestre, existiam então amplos territórios, ainda não ocupados pelos capitalistas. Os problemas resolviam-se sem choques armados de escala mundial.

A situação modificou-se radicalmente com a passagem para o capitalismo monopolista, quando já havia sido concluída a divisão do mundo entre as potências imperialistas e elas conduziam aguda luta pela divisão do mundo.

Ao mesmo tempo, o desenvolvimento da técnica, em grau antes desconhecido, abre para alguns países capitalistas a possibilidade de ultrapassarem outros países capitalistas, com uma rapidez extraordinária.

No período do imperialismo, a desigualdade do desenvolvimento dos países capitalistas adquire significado da maior importância para o desenvolvimento social, para o amadurecimento das premissas e o desenvolvimento da revolução socialista.

A desigualdade do desenvolvimento dos países capitalistas condiciona o agravamento das condições no campo do imperialismo, provoca choques aguerridos que conduzem ao mútuo enfraquecimento dos imperialistas.

A frente mundial imperialista tornou-se vulnerável à revolução proletária.

A desigualdade do desenvolvimento económico, na época do imperialismo, determina também a desigualdade do desenvolvimento político, que determina a diversidade de tempo de amadurecimento das premissas políticas da revolução proletária nos diversos países.

Entre estas premissas incluem-se:

  • Agudização das contradições de classe;
  • Grau de desenvolvimento da luta de classes;
  • Nível da consciência de classe;
  • Capacidade de organização política e a decisão revolucionária do proletariado, sua capacidade para dirigir as massas fundamentais do campesinato.

A lei desigual do desenvolvimento económico e político dos países capitalistas, no período do imperialismo, constitui o ponto de partida da teoria Leninista sobre a possibilidade de vitória do socialismo, inicialmente em alguns países ou mesmo num só país, tomado isoladamente.

A desigualdade do desenvolvimento dos diversos países muda constantemente a correlação de forças dentro do sistema mundial do capitalismo, agravando ao extremo as suas contradições.

10 respostas a 14- A revolução técnica – cientifica: as suas consequências sócio económicas.

  1. Aide Francisco diz:

    Interesting

  2. excellent article. very interesting to read. i really love to read such a nice article. thanks! keep rocking. lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails

  3. I really like what you guys tend to be up too. Such clever work and coverage! Keep up the great works guys I’ve included you guys to blogroll.

  4. Therefore i’m to put the first time, today I prefer that. Your site possesses a thing appealing, such as articles you produce. Honestly, packed with faithfulness. This is amazing. Web page added onto favorites, I will be going to frequently🙂

  5. really informative post, i am truly happy to post my comment on your blog. i’m glad that you shared this helpful info with us. lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails lista de emails

  6. I do not even know how I ended up here, but I thought this post was good. I do not know who you are but certainly you are going to a famous blogger if you aren’t already😉 Cheers!

  7. I just want to mention I am very new to blogs and seriously liked this web site. Very likely I’m likely to bookmark your blog post . You really have terrific writings. Thank you for sharing your blog.

  8. I simply want to mention I am just newbie to blogs and certainly liked you’re website. Very likely I’m planning to bookmark your website . You actually come with perfect writings. Appreciate it for revealing your webpage.

  9. I simply want to tell you that I am just new to weblog and actually liked you’re blog. Most likely I’m planning to bookmark your site . You certainly have amazing writings. Thanks a lot for sharing with us your webpage.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s