18-Período de transição do capitalismo ao socialismo

Diferentemente de outros modos de produção, que continham os elementos do novo modo de produção, o Socialismo não pode surgir das entranhas do capitalismo.

As relações de produção socialistas não podem surgir do sistema capitalista devido à diferença radical das formas de propriedade dos meios de produção.

A Revolução Socialista é uma premissa absolutamente necessária para a passagem do capitalismo ao socialismo.

A primeira etapa da Revolução Socialista é a substituição das relações de produção capitalistas pelas socialistas.

Duração do período de transição depende:

1-    Do nível de desenvolvimento das forças produtivas de cada país;

2-    Da correlação de forças – classe operária- capitalismo, burguesia;

3-    Da situação política em cada momento;

4-    Do grau de socialização dos meios de produção;

5-    Da situação política internacional.

Os tipos de economia e as classes no período de transição:

A revolução Socialista liquida as relações de produção capitalistas mas não estabelece imediatamente as relações de produção socialistas. Na sua totalidade. Em vez disso, surge uma multiplicidade de tipos de economia:

– Economia social;

– Capitalismo de estado;( surge no período de transição)

– Propriedade patriarcal; (pequenos produtores que consomem quase tudo o que produzem)

O período de transição do capitalismo ao socialismo é o período de transformação revolucionária da sociedade capitalista em sociedade socialista, por meios da transformação do sistema de relações de propriedade existentes.

Só depois de tomado o poder pela classe operária e seus aliados e da instauração da ditadura do proletariado, se torna possível a instauração socialista da sociedade.

O período de transição do capitalismo para o socialismo começa, inevitavelmente, a partir da Revolução Socialista.

As transformações económicas urgentes do estado proletário:

– Socialização das posições chave na esfera da produção e distribuição;

– A revolução Socialista que começa em condições de ausência de qualquer relação socialista, o proletariado vitorioso tem como primeira tarefa – criar as bases económicas socialistas, fundadas na propriedade social dos meios de produção, o que exige a apropriação, o mais rapidamente possível, dos sectores decisivos da economia nacional.

– Nacionalização da grande indústria capitalista. Dos bancos, transportes, meios de comunicação, o comércio, etc.,.

a)-A nacionalização mina a base económica de dominação dos monopólios;

b) – Necessidade de fundamentar, economicamente, o poder estatal, (ditadura do proletariado);

c)-Pela importância da criação de condições para as transformações socioeconómicas ulteriores.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s